Written on Maio 14th, 2011 at 10:27 am by

1 Comment

É noite. Lá fora as estrelas brilham, as flores estão

fechadas, as árvores dormem. No quarto da Anita

os brinquedos estão arrumados ao canto. A boneca

está na cama. O ursinho e o coelho abrem a boca

com sono. A Anita já dorme. Dorme e sonha um

sonho extraordinário. Sonha que trabalha num circo,

com palhaços, cavalinhos, elefantes e leões.

 

Todos os meninos da escola foram convidados e vieram ao circo da Anita. O circo está cheio até lá acima, às últimas bancadas.

É entrar ! É entrar ! …

Acendem-se os focos : o branco, o azul, o vermelho. Anita, sem medo, avança até ao meio da pista. Cumprimenta para um lado e para outro, e anuncia:

Meus amiguinhos, vai começar a sessão !

 

Em primeiro lugar, os palhaços Pif e Paf.

Boa noite, Anita. Como se chama a tua boneca?

Chama-se Rita. Anda sozinha e chora …

Não pode chorar ! – diz Pif. – Se é Rita, só ri…

– Chora? – interrompe Paf. – Não chore, menina

Rita, que a minha pessoa vai-lhe contar a história

do macaco do rabo cortado …

 

Quando Paf conta a história do macaco do rabo cortado, até os músicos do circo largam os instrumentos … Os macacos dançam de contentes, o urso

ri e aplaude dando à cabeça. Que palhaço tão ratão !

É uma risota no circo : até o domador, o cow-boy

e o anão se põem à escuta nos bastidores, para não

perder pitada. E Paf canta, com a sua voz de falsete

“De menina fiz sardinha, de sardinha fiz viola…”

 

Paf já acabou a história. Anita vai aos bastidores

mudar de vestido. Que belo guarda-roupa! Há fatos

de amazona, de bailarina, de fada … É só escolher.

Até o Pantufa se disfarçou para fazer habilidades.

Se há coisa que Pantufa aprecie, ainda mais que um

torrão de açúcar, é pôr-se em pé nas patas de trás e andar de bicicleta. É um verdadeiro cão de circo !

 

A bicicleta de Anita é novinha em folha. Os raios das rodas brilham como sóis. Anita tem muito orgulho nela. Quem lha deu como prenda de anos foi o pai, que é equilibrista …

Quando a Anita pedala à volta da pista, com o seu cão Pantufa empoleirado no guiador, o circo vem abaixo com palmas. O Pantufa até se encolhe …

 

Depois do ciclismo, é o número dos patins.

O sonho do Pantufa é deslizar na pista com os patins da Anita. Mas Anita diz que não … Um cão de patins nunca se viu, nem mesmo no circo.

– Deixá-lo ! – diz Pantufa com os seus botões. Esta noite, quando Anita estiver a dormir, vou experimentar. E, palavra de Pantufa, hei-de conseguir andar de patins !

 

Anita sabe tudo : até sabe fazer dançar os cavalos

do circo, o branco e o preto – o Lírio e o Azeviche.

Os cavalinhos da Anita marcham ao som do

tambor, como os soldados. Cumprimentam com a

cabeça, e a Anita chama-os pelo nome e eles vêm

logo, porque são cavalos bem-educados.

 

No intervalo, enquanto se prepara a pista, Anita

vende chocolates. Vem de bonezinho e farda agaloada.

Os meninos gritam:

Anita, dá-me um chocolate com avelãs ! Anita,

quero rebuçados ! Um sorvete de baunilha, Anita !

-Isto é que são uns meninos gulosos! … -diz a

Anita, distribuindo ‘as guloseimas. -Mas têm bom

gosto, lá isso têm …

 

E assim se passa o intervalo. Mas o espectáculo vai

recomeçar … O arame já está bem esticadinho por

cima da pista, lá muito acima, que até faz tonturas …

Ouve-se um rufar de tambor. Depois um grande

silêncio. E Anita aparece, leve como uma borboleta,

de sapatilhas brancas e sombrinha aberta, a dançar no arame … Parece que vai voar. É um cisne branco?

Um nenúfar? Um floco de neve? … Não, é Anita, a

menina do arame.

 

Em seguida, a Anita chama Trombeta, o elefante.

Lá vou, lá vou … O que foi? -responde o

bicho, pachorrento.

Chegas sempre atrasado ! Não vês que estes

meninos estavam à tua espera? …

Que queres, Anita? O meu bebé não queria vir,

teve uma birra … Sabes o que são crianças… Ainda

pesa só cento e vinte quilos, é tão pequenino …

 

O circo da Anita já deu duas vezes a volta ao

Mundo. Chama-se “Circo Maravilhas” – e com razão.

As pessoas crescidas imaginam que é um circo como

outro qualquer, mas estão enganadas.

Quando a Anita faz sortes de ilusionismo, vê-se

logo que anda ali magia! Foi uma fada que ensinou

a Anita a tirar coelhos de dentro de um chapéu alto,

e lenços, e passarinhos … Foi uma fada que lhe deu

aquela varinha de condão.

E quem sabe se é Anita a fada do circo?

 

Pif e Paf foram mudar de fato. Nem parecem

os mesmos. Pif traz um fato de setim recamado de

estrelas. Paf vestiu as calças às riscas, pôs a gravata

nova e calçou uns sapatos de légua e meia.

Vamos a um pouco de música ! -anuncia Pif.

Para Anita e todos os amigos! – acrescenta Paf.

Bravo! Bravo! -gritam os meninos.

 

Anita é muito amiga dos leões. Que grande domadora! Entra na jaula sem medo nenhum.

– Eh, preguiçosos ! – E acorda-os, com um estalo

de chicote. -Vamos! De pé, Soberano ! Toca a trabalhar ! … Então, Rajá, para o seu lugar! Não vêem que está toda a gente a olhar para vocês ? … Mau, mau… Já vejo que andaram outra vez à bulha ! Para

castigo, vão ficar aí nesses tamboretes! Upa, saltem!

 

E assim acabou o espectáculo.

Então, gostaram? -pergunta Anita ao público.

Gostámos, gostámos ! -gritam os meninos.

Agora vamos desmontar o circo, temos de ir

para outra cidade …

Aceita este ramo de flores por despedida, Anita?

diz um menino. – E para o Pantufa, este laço.

 

Acabada a sessão, Anita vai ter com o seu amigo

urso, que está a descansar.

Então, Peluche ? Notícias frescas?

– Ora ! -responde o urso, muito triste, abrindo

o jornal… -Eu não sei ler!

– Coitado do meu Peluche ! … Deixa lá, que te

hei-de ensinar o ABC.

 

Instalados na sua carripana, Anita, Peluche e Pantufa vão continuar a dar a volta ao Mundo com o circo. As pessoas acotovelam-se para lhes dizer adeus.

Todos os amigos da Anita batem palmas. E o barulho é tal que a Anita acorda. Afinal estava na cama, com a boneca, o urso e o coelho à sua volta. Já é manhã. Adeus, Circo Maravilhas ! Depressa, toca a

lavar a cara, são horas de ir para a escola …

 

Copyright by CASTERMAN, 1991 9 Direitos reservados para a Língua Portuguesa VERBO Lisboa/São Paulo

Impresso na Bélgica Depósito legal nº 52 396/92

 

FIM DO LIVRO

Receba grátis a Newsletter do Histórias Infantis!

Muitas e muitos histórias infantis para contar.

, , , , ,

Um Comentário a “Anita no Circo


  1. Andréia Bamberg Vieira

    8 years ago

    Olá, adorei as histórias de Anita, à propósito, tenho uma filha de 2 anos e meio que se chama ANITA. E não por acaso ela adoooora livros, principalmente se tem o nome dela. Isto foi um grande presente para nós. Muito obrigada.

Deixe um Comentário