Written on Setembro 6th, 2011 at 8:22 am by

1 Comment

Era uma vez, um pobre lenhador que tinha sete filhos. O  caçula  era tão
pequenino que se chamava Pequeno  Polegar. Quando  ele  nasceu  não
mediamais do que um dedo polegar.
Uma noite, na cozinha, o lenhador falou à sua mulher:
– Querida, não  temos  mais  como  alimentar  as  crianças,  amanhã
deixarei todos na floresta, quem sabe alguém as encontre e cuide delas.
O Pequeno Polegar, como era muito esperto e bisbilhoteiro, escutou a
conversa dos pais. Passou a noite inteira pensando  no  que  faria  para
conseguir achar o caminho de volta para casa.
Na manhã  seguinte,  o  lenhador  seguiu  com  as  crianças  para  a
floresta. Polegar levou um pedaço  de  pão  escondido  no  bolso,  e  ia
deixando um rastro de migalhas pelo caminho.
[]

No final do dia, as  crianças  se  distraíram  brincando,  e  quando
perceberam, seu pai havia sumido. Assustados, todos começaram a  chorar.
Polegar falou para seus irmãozinhos:
– _Não chorem, sei como faremos para  voltar  para  a  casa,  basta
seguir o caminho que fiz com migalhas de pão.
Eles começaram a seguir as migalhas, e um  pouco  mais  para  frente
perceberam que os passarinhos haviam comido todas elas.

Sem saber para onde ir,  começaram  a  caminhar  pela  floresta. De
repente encontraram um castelo  muito  grande,  e  resolveram  bater  na
porta.
Uma senhora muito bondosa atendeu as  crianças. Ela  deu  comida  e
bebida para elas, e disse que poderiam descansar à vontade. Ela contou
que o dono do castelo era um  gigante  muito  malvado,  e devorava as
criancinhas, mas ele estava viajando. Avisou-os que deveriam ir embora
imediatamente, caso gigante voltasse.
No meio da noite o gigante apareceu de surpresa em casa. A  senhora
correu até o quarto das crianças e mandou-as fugir depressa. O gigante
sentiu o cheiro das crianças,  e  começou  a  procurá-las. Elas pularam
a janela, e correram para o bosque. O Malvado,  zangou-se, porque deixou
escapar tão boa comida. Calçou as  suas  botas mágicas, e saiu correndo
atrás dos sete irmãozinhos. Ele correu a noite  toda,  e  não  encontrou
os  meninos. De  manhã resolveu parar para descansar e adormeceu
rapidamente.
O Pequeno Polegar, vendo que o gigante roncava alto, roubou as botas
mágicas. Graças a elas as crianças conseguiram voltar para casa. Sem  as
botas, o gigante  perdeu  seus  poderes  e  foi  embora  para  um  lugar
distante.
O rei ficou muito agradecido, porque os meninos espantaram o gigante do
seu reino. Polegar ganhou o emprego  de  mensageiro  do  rei,  e  sua
família nunca mais passou fome.

Receba grátis a Newsletter do Histórias Infantis!

Muitas e muitos histórias infantis para contar.

, , , , ,

Um Comentário a “O Pequeno Polegar


  1. rafaela

    7 years ago

    gostei muito de sua historia é perfeita nao é gigante mas nao é curtinha e explica tudo parabens para vcs vcs me ajudaram muito no meu trabalho da escola…

Deixe um Comentário