Written on Março 20th, 2012 at 7:36 am by

0 Comments

OS QUATRO MÚSICOS

.

Era uma vez um burrinho. Todos os dias ele carregava os sacos de farinha do moinho. Quando ele ficou velho, sentiu-se cansado e não pôde mais trabalhar.

Então seu dono mandou-o embora. O burrinho saiu pela estrada. Pretendia ir a Bremen, a cidade mais próxima. Lá poderia arranjar emprego de músico.

No caminho o burrinho encontrou um cachorro que parecia muito cansado. Estava ofegante! “Que aconteceu com você?”, perguntou o burrinho.

“Aconteceu que eu fiquei velho”, respondeu o cachorro. “Não posso mais acompanhar os outros cães na caçada. Por isso meu dono me mandou embora.”

“Vou a Bremen para ser músico”, disse o burro “Você pode vir comigo. Eu toco flauta e você toca o tambor. Não acha boa idéia?”

Os dois continuaram caminhando. Encontraram um gato tão triste, que o burrinho perguntou o que havia.

“Estou velho e cansado”, respondeu o gato. “Não posso mais caçar ratos. Minha dona me mandou embora.”

“Por que você não vem conosco?”, convidou o burrinho. “Vamos a Bremen para ser músicos. Você gosta de fazer serenatas, pode ser nosso companheiro.”

O gato concordou e seguiu com eles.

Quando os três passaram por uma fazenda, viram um galo gritando em cima do telhado.

“Que foi que houve?”, perguntou o burrinho.

“Só porque há convidados para o jantar, querem me comer assado!”, respondeu o galo.

“Ora, não se preocupe”, disse o burrinho. “Venha conosco. Vamos a Bremen para ser músicos. Você tem uma bela voz, poderá cantar em nosso conjunto.”

O galo aceitou o convite. Os quatro andaram o dia inteiro. Quando a noite chegou, resolveram parar para dormir. O burrinho e o cachorro deitaram-se debaixo de uma árvore.

O gato aninhou-se num galho e o galo foi empoleirar-se lá no alto.

Mal acabaram de se acomodar, o galo viu uma luz lá longe e avisou os amigos.

Deve ser uma casa, disse o burrinho. Vamos dar uma espiada. É melhor do que ficar dormindo aqui.”

Os quatro amigos caminharam até lá. Quando chegaram perto, o burrinho olhou pela janela e viu três homens com cara de ladrões. Na mesa havia comidas gostosas e os homens estavam comendo tudo. O burrinho ficou com água na boca.

“Vamos dar um jeito de entrar”, disse ele.

Os quatro juntos pensaram num bom plano. Ficaram debaixo da janela e começaram a música. O burrinho zurrava, o cachorro latia e uivava. O gato miava e o galo cantava o mais alto que podia. Então o burrinho deu um coice na janela e quebrou o vidro. Fez tanto barulho, que assustou os ladrões. Eles saíram correndo!

Os músicos estavam com muita fome. Entraram na casa e comeram o que havia na mesa. Depois foram dormir. O burrinho fez sua cama num monte de palha. O cachorro deitou-se perto da porta e o gato na frente da lareira. O galo empoleirou-se numa viga do telhado.

Depois da meia-noite os ladrões voltaram. O chefe mandou um dos homens entrar na casa para ver o que havia. Estava escuro e ele foi acender o lampião. Viu os olhos brilhantes do gato e pensou que fossem brasas da lareira. Por isso tentou acender o fósforo neles.

O gato pulou em cima ladrão e começou a arranhá-lo com suas unhas. O ladrão quis fugir pela porta do fundo, mas o cachorro mordeu-lhe a perna!

O ladrão levou um susto e correu para o lado do burrinho. Aí levou um par de coices! O galo acordou com o barulho e pôs-se a gritar lá do alto do teto.

O ladrão ficou com tanto medo, que saiu correndo. Foi dizer ao chefe que a casa estava assombrada uma bruxa terrível soprou fogo em mim e me arranhou com as unhas. Atrás da porta havia um gigante que me atacou com uma faca. Perto dele estava um monstro negro que me deu uma paulada. E no telhado havia um bicho-papão que gritou tanto, que fugi correndo!”, disse o ladrão, assustado”.

Os ladrões nunca mais voltaram a casa. Os quatro amigos ficaram morando ali para sempre. Viveram felizes e não pensaram mais em ser músicos em Bremen.

Receba grátis a Newsletter do Histórias Infantis!

Muitas e muitos histórias infantis para contar.

, , , , ,

Seja o primeiro a Comentar

Deixe um Comentário